Blog da Folhinha

Um espaço de interação com a criança

 

Cantigas por telefone

“Alô, é de Abadia? Posso falar com Aparecida ou Luciana?” Foi assim que começou a conversa com quem atendeu o telefone público (orelhão) num povoado de Carbonita, cidade do vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. O rapaz que atendeu foi bem solícito em ajudar “Espere um pouco que eu já vou chamar”.

E logo Aparecida apareceu. Aparecida Nazareth Lopes Santos, 39 anos, é a brincante da Casinha de Cultura, um dos projetos da organização não governamental Prosesc (Projeto Semear Esperança de Carbonita). A ONG faz um trabalho de resgatar e disseminar a cultura do vale. Aí entram as brincadeiras, os costumes (rezas, comidas, simpatias) e as cantigas da região.

E a Casinha de Cultura é um lugar onde as crianças podem brincar - e muito. Bricam de roda, de fazer “guisadinho” (comida de verdade), de cavalo-de-pau. Mas todos dizem que adoram entrar na roda para jogar versos - leia mais na reportagem da Folhinha do dia 2/5. Quem deu a dica preciosa desse lugar foi a pesquisadora Renata Meirelles, nossa "mestre em brincadeiras".

Além de conversar com a brincante, eu queria entrevistar as crianças de lá, conhecer suas brincadeiras e tal. E marcamos um dia e horário para eu ligar. Aparecida iria reunir as crianças para o bate-papo. No dia e hora marcados, todos estavam lá.

Fazer entrevista por telefone é uma coisa normal na vida de jornalista, mas pedir para alguém cantar (não só contar) não é algo que acontece todos os dias. Ainda mais de um orelhão. E foi emocionante ouvir meninos e meninas jogando (ou “chutando”, como diz o garoto Valdemar Ribeiro da Silva, 11) versinhos pelo telefone, lá de Abadia.

Tão legal que a gente decidiu gravar a cantoria (tudo pelo orelhão!) para que as crianças de outros lugares possam ouvir também. Confira abaixo.

Essa é só a primeira “aventura” do Mapa do Brincar. Que mapa é esse? Leia tudo sobre o projeto na Folhinha do dia 2/5 e aqui no blog também. Em breve, nosso blog também trará as informações detalhadas do projeto.

Quer cantar com as crianças do vale?

Conheça exemplos de letras das canções de roda das crianças de Abadia. Depois de cantar a música (refrão), uma criança joga uns versinhos. Em seguida, todos cantam de novo o refrão, e outra criança joga outros versos. E assim por diante.


Música (refrão)

“Serenou bandeira
Serenou luar
Serenou bandeira branca
Querer bem, saber amar”

Versos para jogar na roda

“Abadia não é vila
E também não é cidade
Ela é uma chapadinha
Fazedeira de saudade”
AMANDA LOPES DOS SANTOS, 12

“2 x 7 são 14
3 x 7, 21
Minha irmã tem muitos namorados
Mas ela gosta só de um”
VALDEMAR RIBEIRO DA SILVA, 11

“No alto daquele morro
Tem um velho relojoeiro
Quando vê perna de moça
Faz relógio sem ponteiro”
ELIZIANE RIBEIRO DA SILVA, 13


Música (refrão)

“Pus o meu pezinho na barca
A barca escorregou
Se eu não for na barca nova
Na velha, também não vou”

Versos para jogar na roda


“Uma velha muito velha
Ô, marinheiro
Fez xixi na canequinha
Ô, marinheiro
E levou pra sua vizinha
Ô, marinheiro
Diz que é caldo de galinha
Ô, marinheiro”
IRANI  DE AZEVEDO RIBEIRO, 14

“Eu passei na pinguelinha
Ô, marinheiro
Chinelinho caiu do pé
Ô, marinheiro
Os peixinhos reclamaram
Ô, marinheiro
Que cheirinho de chulé!
Ô, marinheiro”
ALEXANDRINA LEITE, 14

 

 

Escrito por Equipe da Folhinha às 20h01

Comentários () | Enviar por e-mail | Mapa do Brincar | PermalinkPermalink #

Conta mais!


A escritora Heloisa Prieto estreia a nova seção do blog da Folhinha, chamada Conta outra?

Nesse espaço, vamos trazer vídeos de bate-papos com gente que faz coisas legais para crianças. Ou gente que tenha coisas legais para contar para as crianças. São escritores, ilustradores, atores, cantores, atletas... Você quer sugerir alguém?

Confira abaixo a conversa com Heloisa, que acaba de lançar dois livros para crianças (“Divinas Desventuras”, pela Companhia das Letrinhas, e “Lobo de Estimação”, pela editora Projeto).

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Primeiras trocas de leitura

 
 

A Folhinha começou na sexta passada (dia 24/4) o projeto Trocas de Leituras nas escolas de São Paulo. Os alunos da Escola Caminhando, na região central da cidade, foram os primeiros participantes do projeto.

Como funciona? Depois que os alunos fazem uma leitura atenta da Folhinha, a equipe do caderno vai até a escola para um bate-papo. Primeiro, contamos como surgem as ideias de reportagens (ou pautas), como a Folhinha é feita, como os profissionais dividem as tarefas etc. Depois, as crianças contam o que acharam do leram no caderno.

Na Escola Caminhando, os alunos Pedro, Fernando, Vitor, Victor, Matheus, Gabriela, Gabriella, Hariel e Flávio, todos da 4ª série, entraram na nossa roda de leitura. Eles fizeram várias perguntas para a equipe da Folhinha, representada por Gabriela Romeu e Gabriella Mancini (só tinha Gabriela ou Gabriella na sala!). Queriam saber coisas como quantas horas um jornalista leva para fazer um jornal, se a pauta é o mesmo que um rascunho, se entrevistávamos muitas crianças, se um um jornal tem que ter muitas figuras/ilustrações. E por aí foi.

Depois, foram eles que responderam às nossas questões sobre as Folhinhas que tinham lido. E foi curioso perceber que os alunos ficaram divididos entre os dois temas das reportagens principais (as da capa): uma sobre a crise econômica e outra sobre os programas de TV que fazem sucesso entre as crianças. A telinha não levou a melhor. Com relação ao interesse, a turma ficou bem dividida.

O bate-papo ajuda a gente a pensar em como fazer uma Folhinha cada vez mais legal. Se a sua escola tiver interesse em participar, peça para o professor mandar um e-mail para a gente. Quem sabe a gente não conversa aí?

Escrito por Gabriela Romeu às 23h15

Comentários () | Enviar por e-mail | Trocas de Leitura | PermalinkPermalink #

A Festa do Garfield

Era uma vez um gato gordo e preguiçoso que vivia só para dormir e comer lasanha. Passaram-se 31 anos, e Garfield é provavelmente o gato mais famoso do mundo hoje. Depois de estrelar centenas de tirinhas, desenhos animados e filmes, o gato laranja chega sexta-feira aos cinemas com sua nova aventura: "A Festa do Garfield'.

No filme em 3D, todos estão superanimados com um festival que acontece todos os anos para os personagens de tirinhas. E todos os anos o ganhador é (adivinhe só!) ele próprio. Mas, dessa vez, a coisa promete ser diferente. Será que o posto de personagem mais engraçado está em risco?

Acontece que, de repente, Garfield não está mais engraçado. Para encontrar a fonte da comédia perdida, ele embarca numa aventura baseada numa parábola antiga, sobre um sapo e uma poça de água encantada que tem o poder de deixar qualquer um engraçado. No caminho, encontra vários personagens que lhe ensinam lições valiosas sobre o verdadeiro espírito do humor -mas que não bastam para deixar o filme mais empolgante.

A versão em 3D deixa o bichano um tanto mais bonito do que nos filmes em que ele interage com humanos, mas o tipo de piadas e de história pode decepcionar um pouco os fãs do humor típico das clássicas tiras de Garfield (que, nessa versão, acaba ficando, na verdade, bem sem graça).

Escrito por Equipe da Folhinha às 14h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

No reino da arte

Visitamos nesta semana a exposição “Era uma Vez... Arte Conta Histórias do Mundo”, que foi organizada por Katia Canton e está no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil).

Lá, encontramos um monte de artistas bacanas, que fizeram deram em suas obras novas caras para personagens que você conhece de longa data: Chapeuzinho Vermelho, Cinderela, Rapunzel e Gato de Botas, entre outros personagens dos contos de fadas.

Na exposição, artistas como Guto Lacaz, Beatriz Milhazes, Leda Catunda e Luiz Hermano recontaram (em ilustrações, esculturas, fotografias e instalações e em outras formas de arte) essas histórias que existem há muitos e muitos anos.


Além de antigas, muitas das histórias têm variações conforme o lugar. Cinderela, por exemplo. Você provavelmente conhece a versão do sapatinho de cristal e da fada madrinha. Mas na exposição você pode ouvir o conto russo de Nikita uma menina bondosa que salva um peixinho de ir à frigideira. Agradecido, o peixe ajuda a menina a encontrar seu príncipe encantado na missa. Ou seja, o peixinho é a fada madrinha, e é na missa (e não no baile) que a garota encontra seu amado.
No CCBB, não perca também a programação de contação de histórias e oficinas especiais para crianças.

Abaixo, confira vídeo especial com entrevistas e imagens da exposição.

  ANOTE NA AGENDA
 
 “Era uma Vez... Arte Conta Histórias do Mundo”
  
Onde: Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo
   (r. Álvares Penteado, 112, tel. 0/xx/11/3113-3651)  
   Quando: de terça a domingo, das 10h às 20h
   Quanto: grátis
   Até 21/6

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Você já viu isso antes...

Alguma vez você teve a sensação de que já tinha visto alguma coisa antes enquanto assistia a um desenho animado? Pois é bem capaz de já ter visto mesmo!

E tem gente que tinha tanta, tanta certeza de que isso já havia acontecido que foi pesquisar desenhos antigos da Disney, como "Branca de Neve", "A Espada Era a Lei", "Robin Hood", "Mogli" e "Ursinho Pooh". O resultado? Um montão de cenas iguaizinhas e um vídeo bem divertido.

Dizem que esse era um jeito de reaproveitar os fundos dos desenhos e economizar na hora de fazer o filme. Abaixo, você tira suas próprias conclusões.

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Big Brother Animal

Um grupo de filhotes de falcões-peregrinos promete virar estrelas antes mesmo de nascer. É que o mundo inteiro pode acompanhar, pela internet, tudo o que as pequenas aves vão aprontar nos primeiros minutos de vida.

Os dois ninhos estão, na verdade, na Polônia, e há três semanas as câmeras estão a postos, esperando pelo grande dia. E os bebês já começaram a sair dos ovos!

Para conferir os primeiros passos deles, é só acompanhar as duas câmeras pelo site do Projeto Esperança Animal, entidade ambiental que defende os animais e o ambiente.

Escrito por Equipe da Folhinha às 21h54

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

iCarly no Japão

O episódio desta quinta de iCarly promete ser bem diferente. Às 17h, no lugar da programação de sempre, o canal pago Nickelodeon vai exibir o filme "iCarly goes to Japan" (iCarly vai ao Japão, em inglês).

No filme de 90 minutos, Carly, Sam e Freddie viajam para o outro lado do mundo para participar de uma premiação internacional sobre internet. E como sempre, a coisa dá em confusão: eles vão parar num voo horrível em direção à Coreia e têm de pular de paraquedas para chegar ao Japão.

As palhaçadas continuam depois do pouso, quando um concorrente quer eliminar Carly para ganhar o prêmio em seu lugar.

   iCarly Goes to Japan
  
Onde: Nickelodeon (TV paga)   
  Quando: quinta, dia 23/4,  às 17h, e sexta, dia 24/4,
  às 20h

Escrito por Equipe da Folhinha às 17h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dia do Índio

O Dia do Índio, comemorado hoje (dia 19/4), vai estar cheio de atividades para quem viaja e para quem fica na cidade. Para começar, os cuicuros estão de volta à Toca da Raposa para apresentar sua cultura. Na aldeia cenográfica montada no parque, dá para ver de perto as danças, os rituais, os adornos. E você ainda aprende como é que eles se pintam e usam o arco-e-flecha.

 

Aos sábados e domingos, às 14h30, eles se apresentam e aproveitam para vender artesanatos como colares, redes, esteiras e cerâmicas. Além de conhecê-los de perto, dá para aproveitar a visita e caminhar por trecho da mata atlântica, conhecer animais silvestres e fazer escalada.

 

   Cuicuros
   Onde: Toca da Raposa (rod. Régis Bittencourt, km 323;
   tel. 0/xx/11/4681-2854)  
   Quando: sábados e domingos, das 9h30 às 16h30. Até
   17/5

E quem aproveitar para viajar no feriado prolongado, pode conferir também a terceira edição do festival Ymãguare Ayguá, que acontece no parque de Vivências Explora Mundi, em Arujá (SP).

Lá, oficinas de pintura corporal com urucum, degustação de pratos típicos e danças aproximam os visitantes dos rituais e da cultura indígena. E tem também oficina de brinquedos artesanais.  

   Festival Ymãguare Ayguá 
   Onde: Explora Mundi (estr. Nova Era, 320, Arujá, SP)
   Quando: sábados, domingos e feriados, das 9h às 15h.
   Até 30/4
   Quanto: R$ 35

Para os que vão ficar na cidade, outra dica é a exposição de fotografias na Caixa Cultural. No espaço, dá para conferir como são os indígenas norte-americanos e os brasileiros na lente dos renomados fotógrafos Edward Curtis e Claudia Andujar.

   Exposições “Legado Sagrado”, de Edward
   Curtis, e “Retratos Yanomami”, de Claudia
   Andujar
   Onde: Caixa Cultural (pça. da Sé, 111, tel.
   0/xx/11/3321-4400)
   Quando: de terça à domingo, das 9h às 21h. Até 26/4
   Quanto: grátis

Escrito por Equipe da Folhinha às 22h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na trilha da Hannah

Divulgação

Ainda falta um bom tempinho para o esperado “Hannah Montana - O Filme” chegar aos cinemas brasileiros (a previsão é que a estreia seja no dia 12/6 por aqui), mas os fãs de carteirinha já podem curtir a trilha sonora do longa.

DivulgaçãoEle vem com 18 canções (14 delas inéditas) e custa, em média, R$ 29,90. Tem nova versão da já clássica “The Best of Both Worlds”, além do dueto de Miley com seu pai, Billy Ray Cyrus, “Butterfly Fly Away”.

No filme, o pai de Miley a leva de volta à sua cidade natal para que ela decida se quer continuar a vida dupla como Hannah Montana ou ser uma garota normal. A estreia nos Estados Unidos aconteceu no último final de semana e foi um baita sucesso: só no primeiro final de semana, ele arrecadou US$ 34 milhões (cerca de R$ 74 milhões). No trailer abaixo (em inglês), dá para se ter uma ideia do que vem por aí. 

E fique ligado na Folhinha de sábado (dia 18/4). Garotas que moram nos Estados Unidos adiantam o que acharam do filme.

Escrito por Equipe da Folhinha às 15h18

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cidade do chocolate

Quem vai ao Shopping Interlagos dá de cara com uma grande tenda branca logo no estacionamento e uma placa bem convidativa: uma cachoeira que deságua num rio de chocolate!

Aqueles que não resistem à ideia da placa, entram em um circuito que começa contando brevemente a história do chocolate por meio de murais e de estátuas de personagens. Os personagens que ilustram essa viagem histórica são, na verdade, o povo de uma cidade que a gente conhece na sala seguinte, o cinema.

Lá, o público assiste a um filminho de 15 minutos, que conta a história de um lugar onde só se comia chocolate (mas ninguém é gordinho!). Até que um dragão acaba com todas as guloseimas. A situação só muda quando um garotinho enfrenta o monstrego e salva o dia.

Depois disso, chega o momento esperado: num cenário igual ao do desenho, há uma fonte com uns dois metros de altura que é a tal da cachoeira de chocolate (na verdade, óleo de mamona com essência igual ao do doce) e que termina num riozinho.

Para dar um clima como o da primeira versão do filme "A Fantástica Fábrica de Chocolates", de 1971, dois atores vestidos de "oompa-loompas" (como os ao lado). Logo depois dessa sala fica uma loja cheia de guloseimas, mas dá para provar um pouco de chocolate ao lado do rio.

No final, o passeio não é lá tão emocionante quanto a placa do começo promete. Em vez de parque, talvez o melhor nome fosse mesmo "exposição". Mas vale a visita dos mais fanáticos por chocolate.

Um pouquinho por dia

No passeio, só falta lembrar que, por melhor e mais gostoso que o chocolate seja, não se pode sair comendo todo brigadeiro que aparecer pela frente. Apesar de o cacau (fruto que dá origem ao doce) conter vitaminas, ferro, potássio e outros nutrientes, o chocolate também tem gorduras. É por isso que especialistas recomendam que se coma só um pouquinho por dia - de 30 a 50 gramas, o que dá pouco mais do que dois bombons.

Ou seja, ele faz parte, sim, de uma alimentação saudável, mas nada de atacar todos aqueles ovos de Páscoa que você ganhou de uma vez só, ok?

   Chocolônia
   Onde: shopping Interlagos (av. Interlagos, 2.255; tel.
   0/xx/11/3471-8888)
   Quando: todos os dias, das 10h às 20h. Até 30/5. 
   Depois dessa data, a Chocolônia vai passar por outros
   shoppings e outras cidades ainda não definidos.
   Quanto: de R$ 5 a R$ 12

Escrito por Clarice Cardoso às 19h27

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ele vai voltar

Já começou a ser filmada a aguardada continuação de "Homem de Ferro"! A notícia foi confirmada hoje pela Marvel Studios, empresa que leva para as telonas os sucessos dos heróis dos quadrinhos. Mas ainda é preciso esperar um tantino: "Homem de Ferro 2" só está previsto para estrear no dia 7/5 do ano que vem.

Nada foi confirmado, mas os bolões dos fãs apostam em ver Mandarim, o arqui-inimigo de Tony Stark, continuar sua busca pelos dez anéis que lhe darão superpoderes. Quem viu o primeiro filme, garante que ele deu várias dicas de que esse malvado apareceria na sequência: o grupo que sequestrou Tony, então, se chamava, justamente, "The Ten Rings" (os dez anéis, em inglês).

E esse promete ser só o primeiro de uma série de filmes sobre super-heróis que vêm por aí. Para 2011 estão previstos os filmes de Thos e do Capitão América. Juntos, eles formam "Os Vingadores" que, adivinhe só, também vira filme em 2012.

Escrito por Equipe da Folhinha às 13h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog da Folhinha O blog da Folhinha é um espaço virtual para interação das crianças com o suplemento impresso publicado pela Folha de S.Paulo aos sábados. É produzido pela editora, Patrícia Trudes da Veiga, pela editora-assistente, Gabriela Romeu, além de outros colaboradores.
Mapa do Brincar

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.