Blog da Folhinha

Um espaço de interação com a criança

 

Dia do Mágico

Você sabia que amanhã é Dia do Mágico? Pois é, a data é comemorada todo dia 31/1 em homenagem a São João Bosco. "Nos países católicos, nomeou-se São João Bosco “Patrono dos Mágicos”, em virtude de ele ter sido Mágico em sua juventude e depois utilizado esse conhecimento na função de educador", ensina Enio Finochi, da Academia Brasileira de Arte Mágica.

Por isso, a Folhinha conversou com vários mágicos para descobrir como a magia entrou de vez na vida deles ainda na infância. E encontrou também crianças que levam a sério a brincadeira de encantar platéias.

E tem também duas aulas de efeitos com Issao Imamura e Eduardo Peres. Tudo isso você confere amanhã, na reportagem de Clarice Cardoso.

E para quem já quer ir treinando, no vídeo abaixo, Ismael de Araújo ensina um efeito para adivinhar cartas e fala também do livro e do DVD que acabou de lançar.

 

Escrito por Equipe da Folhinha às 20h09

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na Casa da Ruth

 

Na edição desta semana, você confere uma matéria da repórter Gabriela Romeu sobre o show "Na Casa da Ruth", um espetáculo com as músicas do CD de mesmo nome. Nele, a cantora Fortuna em parceria com o compositor Hélio Ziskind (por trás de várias músicas bacanas do Castelo Rá-Tim-Bum e do Cocoricó) transformaram poemas da escritora Ruth Rocha em música.

Uma delas é essa que você ouve aí embaixo, chamada "Doze coisinhas à toa que nos fazem felizes". A seguir, confira a letra pra poder cantar junto. 

Doze coisinhas à toa que nos fazem felizes

Andar de skate num ligar lisinho
Tomar sorvete do de palitinho
Passar a mão, de leve, no gatinho

Andar na chuva que é pra se molhar
Passar cola na mão e descascar
Acabar a lição pra ir brincar

Jogar estalo pra estalar no chão
A cor azul das penas do pavão
Ver na TV seu clube campeão

Ver gelatina tremendo no prato
Nadar depressa usando pé-de-pato
Mostrar a língua pra tirar retrato

 

E para quem, depois de ler a matéria, quiser saber ainda sobre o projeto, pode conferir uma entrevista com Fortuna aqui

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h45

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Animações nas telas

Quem é louco por curiosidades sobre o mundo dos desenhos animados tem passeio marcado em fevereiro. É que nos dias 8/2, 15/2 e 1/3 a Academia de Animação e Artes Digitais organiza a exposição "Um Século de Animação". Lá, você confere os desenhos originais de vários desenhos produzidos entre 1935 e 2004. Tem de Tom & Jerry (abaixo) a Mickey Mouse, Pinochio e Cinderela. Ela acontece das 14h às 17h30 e custa de R$ 5 a R$10.

Escrito por Equipe da Folhinha às 18h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Baú do Obama

Se depender dos americanos, Barack Obama não vai só à Casa Branca não. Ele vai parar também nos baús de brinquedos. Confira abaixo alguns produtos divertidos que já foram inventados com a cara do novo presidente dos EUA.

O boneco da RFX Toys custa US$ 24,99 e vem em caixa divertida que promete que ele resolve até problemas de gato doente e cueca fedorenta!

 

 

Os da Jailbreak Toys vêm com vários ternos diferentes e até a cara pintada. Custam de US$ 14,99 a US$ 20,09 e são "os únicos capazes de mudar uma nação".

 

O Capitão Obama da ImagineGate Toys e Funko Toys, também resolve qualquer problema e ainda fala. Custa US$ 17,95.

Não sabe o que fazer? Pense "O que o Obama faria?" com o jogo de tomar decisões do The Answer Card, que custa US$ 6,99.

 

Treinando para uma boa luta? Aproveito o joão bobo BAM BAM OBAMA!, da Rocket USA, que vem com luvas e tudo, por US$ 20.

A Novelties Wholesale, inventou notas de dólar com a cara dele impressa. O pacote com cem custa US$ 19,95.


 

 Nas mãos da SunsOut, ele virou quebra-cabeças de 500 peças, que custa US$ 16,95. 

 

 Até os ursinhos da Chantilly Lane Animated entraram na Obamania. Este aí custa US$ 23,95. 

 

 Mas, no da Sugarloaf, é o próprio presidente que virou pelúcia, por US$ 55.

 

 Se a sua brincadeira é vestir bonecas de papel, esse kit da Tom Tierney vem com toda a família Obama, por US$ 7,99.

 

E até as tradicionais bonecas russas entraram na brincadeira com a Golden Rockerel, por US$ 48.

 

 

 

Escrito por Clarice Cardoso às 14h13

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Duas dicas de leitura

Antigamente, muita gente acreditava que os sonhos continham sinais que deveriam ser seguidos na vida real. Isso aconteceu com um rei português. Ele sonhou que o Deus católico e vários deuses gregos lhe disseram em seu sono que o império português tinha de lançar ao mar seus barcos em busca de novas terras. Nos dias seguintes, o rei reuniu seus conselheiros e pôs a idéia em prática.

A aventura "Os Lusíadas", que quer dizer "aquele que é descendente de Baco, e que tem origem portuguesa", conta com rimas, divididas em "Cantos", o sonho do rei D. Manuel I e a história de Vasco da Gama e outros heróis portugueses que navegaram para as Índias. Eles descobriram um caminho marítimo e dominaram povos. O poema é difícil de ler, porque cria cenas com imagens que enriquecem a literatura com muita criatividade.

Agora ficou mais fácil conhecer a história no livro "Os Lusíadas para Crianças - Era uma Vez um Rei que Teve um Sonho", da professora portuguesa Leonoreta Leitão. Ela explica o significado das imagens de Camões, que são acompanhadas de belas ilustrações de José Fragateiro. Da editora Martins.

 


Quem é Camões

 

 O autor da aventura "Os Lusíadas" é o viajante português Luís Vaz de Camões, famoso na corte do reino de dom João III. Não se sabe ao certo a data e o local de seu nascimento. Os pesquisadores calculam que esse militar nasceu entre 1517 e 1524, pouco depois de o Brasil ser descoberto pelas caravelas de Pedro Álvares Cabral. Camões morreu pobre em Lisboa (Portugal) em 10 de junho de 1580. O mundo inteiro admira "Os Lusíadas" como o mais belo poema da língua portuguesa, porque é um clássico, ou seja, foi escrito como se fosse uma fórmula exata de matemática, com rimas e ritmo perfeitos. Camões era parente de Vasco da Gama por parte de mãe. Talvez seja por isso que o escritor tivesse tanto amor às navegações. Ele viajou para a Índia, a África, o Golfo Pérsico e para muitos países. Em um de seus combates, o poeta perdeu um olho. Camões teve muitos amores.

 


 

Vida de atleta nem sempre é fácil

"Odisséia Olímpica" aproveita já no título o fato de a maior competição esportiva do mundo, a Olimpíada, ter nascido na Grécia. Isso porque "Odisséia" e "Ilíada", do grego Homero, foram os primeiros livros da humanidade. O livro conta a história das olimpíadas e de seus atletas mais famosos. Nem sempre foi fácil participar desse torneio mundial. Em 1932, por exemplo, os atletas brasileiros tiveram de pegar carona em um navio para conseguirem chegar à Vila Olímpica de Los Angeles, nos Estados Unidos. Eles precisaram vender café em cada parada da embarcação para pagar a travessia e a hospedagem. Leia outras curiosidades no livro, que foi escrito por Marcos Abrucio e ilustrado por Mauricio Negro. Da ed. Cortez.

Escrito por Mônica Rodrigues da Costa às 17h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O rei das ondas

Confira as manobras de Wesley Dantas, 10, e as primeiras ondas de Dimitri Chnee, 10, na praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP)

 

Escrito por Equipe da Folhinha às 14h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Hora de abastecer a mochila

SXC

Com a lista na mão, é bom ligar para várias lojas e conferir o preço de cada item para ver onde dá para adquirir tudo de que você precisa sem gastar tanto dinheiro.

Em alguns casos, vale até se juntar com os amigos e comprarem todos juntos em lojas que vendem por atacado. Comprar várias caixas de giz de cera de uma vez, por exemplo, sai bem mais barato do que comprar uma só.

Quando chegar à papelaria, controle-se! Elas costumam estar cheinhas de novidades loucas para chamar a sua atenção. É claro que é bacana andar por aí com a Hannah Montana ou o Ben 10 estampados no fichário, mas é importante prestar atenção na qualidade e no preço.

Preço é importante, mas qualidade também é. É preciso ler com atenção o rótulo dos materiais e ver se têm certificado de qualidade. Assim, você se protege e pode utilizá-los com segurança.

Preste atenção na embalagem de coisas como colas, tintas, canetinhas e afins. Deve estar escrito ali, em português, os dados do fabricante, do importador (se houver), os ingredientes do produto, como ele deve ser guardado, o seu prazo de validade e se ele pode causar algum risco para quem o utilizar.

Depois de escolhidos os produtos, peça para seus pais pedirem uma nota fiscal contendo tudo o que foi comprado. Ela é importante para trocas futuras, caso haja algum problema.

E aqui vai uma dica importante: O Procon-SP elaborou uma cartilha para ajudar na hora da compra do material escolar e dos uniformes, com essas e outras dicas. Ela explica o que a escola pode ou não pedir, ensina a ver se o produto que você está comprando é de qualidade, diz quais são os direitos do consumidor e ainda o que fazer caso tenha algum problema com a sua compra e precise reclamar. É bem útil para levar com você para a papelaria. Ah, vale conferir o site porque eles também costumam publicar pesquisas de diferenças de preços entre os produtos mais comuns das listas.

Depois de cumprir todas essas etapas, é só colocar tudo na mochila e boas aulas!

Escrito por Clarice Cardoso às 20h15

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Volta às aulas

 Confira outros produtos que estão na lista de material escolar:

 

Mochilas

Mochila Barbie Rock (Sestini; R$ 50,94), com alça transversal

 

Mochila Marie (Dermiwil; R$ 89,90), com duas divisórias

 

Mochila (Pacific; 99,90) e lancheira (Pacific; 39,90) da linha Polly Planet

  

Mochila Max Steel (Sestini, R$ 114), com rodinhas e cores metalizadas

 

Estojos e afins

Necessaire Hannah Montana (Art Manual; R$ 18), sem divisórias 

 

 

 

Estojo Pucca (Cordez; R$ 36,30) é dividido em dois compartimentos e vem com uma pulseirinha e chaveiro

 

Estojo Pooh (Xeryus; R$ 39,90), com quatro divisórias para organizar lápis, canetas e afins 

  

 

Duas necessaires Mickey e Minnie (Xeryus; R$ 44,90); uma vem dentro da outra

Estojo Pucca (Cordez; R$ 53,68), que vem com pulseira e chaveiro

 

Cadernos e Fichários

Caderno espiral da boneca Barbie (Foroni; 96 folhas; R$ 12,50), que traz adesivos metalizados

 

 

Caderno espiral Marie (Norma; 300 folhas; R$ 27,90), com divisórias para 15 matérias 

Caderno espiral da Luly, da linha Menininhas (Tilibra; 200 folhas; R$ 21,60), que vem com folha dupla de adesivos

 

  

Caderno espiral Bang on the Door (Tilibra; 96 folhas; R$ 13,50), que tem adesivos brilhantes e local para guardar lembretes

 

 

Caderno espiral Ben 10 (Grafons; 96 folhas; R$ 17,90) vem com adesivos e páginas decoradas 

 

       

Caderno brochura Tinker Bell (Grafons; 96 folhas; R$ 13,90), que vem com capa dura e metalizada

    

Caderno Ruby Gloom (Grafons; 96 folhas; R$ 10,90), no formato de 15 cm X 20 cm

    

Fichário Marie (Norma; R$ 86,90), que tem argolas para ser carregado como bolsa e divisórias da gatinha

  

Fichário metalizado da Tinker Bell (Grafons; R$ 49,90)

   

Fichário da Barbie (Foroni; R$ 88,70), com capa de tecido

 

 Lápis, Canetas e Canetinhas

 

Quatro minicanetas Cristal Pocket Scents (BIC; R$ 2,25 cada uma), que deixam o caderno mais cheiroso após a escrita; nas cores rosa (morango), azul (cassis), roxa (uva) e verde (maçã-verde)

 

 

 

Minicanetas para marcar texto (Faber-Castell; R$ 1,70 cada uma), nas cores verde, rosa e amarela, economizam espaço no estojo e vêm com a mesma quantidade de tinta da maior

 

Lapiseira recarregável Marie (Tris; R$ 4,05), que dá para usar com grafite normal ou colorida 

  

 

Canetas Z4+ Fashion (BIC, R$ 6,43 cada uma), que são macias para escrever e vêm nas cores verde, roxa, rosa e laranja 

 

Jogo com 12 canetinhas Ponta Pincel (Faber-Castell; R$ 17), com tinta lavável e traço diferenciado 

 

 

Apontador e borracha Tinker Bell (Tris; R$ 4,90)

 

 

Agendas

 

Agenda da Lilica Ripilica (Tilibra, R$ 41,90), que vem numa bolsinha transparente, boa para guardar outras coisinhas 

 

 

Miniagenda da Barbie (Foroni; R$ 15), com capa metalizada 

 

Agenda Valentina (Grafons; R$ 26,10), com várias dicas para o dia-a-dia

 

 

Escrito por Equipe da Folhinha às 18h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bolo de espinafre?

Neste sábado tem mais um personagem das tirinhas e dos desenhos soprando o cachimbo -ops!- as velinhas: Popeye.

Como o repórter Tintim, o marinheiro também está fazendo 80 anos. (E o sabor do bolo a gente até pode adivinhar, né? E aí, alguém vai querer um pedacinho?)

Ele nasceu em 17 de janeiro de 1929 numa tirinha de jornal de Elzie Crisler Segar chamada "The Thimble Theatre" que, a princípio, contava a história da família de Olívia Palito. Nessa primeira aparição, publicada no "New York Jounal", o irmão de Olívia, Castor Palito, está andando pelo cais em busca da tripulação para fazer uma viagem de navio.

Daí, dá de cara com nosso querido aniversariante e pergunta: "Ei! você é um marinheiro?" Bem-humorado como sempre, Popeye responde: "Você achou que eu fosse um cowboy?!". E é logo contratado para o trabalho. O resto da história todo mundo conhece. 

 

 

 

E se na época o marinheiro fortão e caolho era só um personagem secundário, ele logo conquistou o coração dos leitores e virou o personagem principal de sua própria tira, foi parar nos desenhos animados e até nas telonas.

 

 

Conheça abaixo algumas curiosidades dos principais amigos do marinheiro.

Espinafre

 

Apesar de ser marca registrada da força do marinheiro, a verdura não aparecia nas primeiras tirinhas dele. Em vez dele, Popeye esfregava a crista de uma galinha mágica para ficar forte na hora do perigo. Foi só quando seus desenhos animados foram produzidos para o cinema que o espinafre enlatado encontrou o marinheiro fortão. Diz a lenda que, nos Estados Unidos, ele foi responsável por um aumento de 30% no consumo de espinafre.

Olívia Palito

Sua magrela namorada vive sendo raptada pelo maldoso Brutus e salva pelo marinheiro. Avoadinha, ela se dá mal até na canção infantil, em que cai de uma cadeira que ganhou de Popeye.

Brutus

O vilão é perdidamente apaixonado por Olívia e não perde uma chance de tê-la por perto _mesmo que à força. Por isso, vive brigando com o ciumento Popeye.

Escrito por Equipe da Folhinha às 16h09

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cheirinho de Barbie

A boneca mais famosa do mundo está fazendo 50 anos e, de presente, ganhou um perfume novo feito especialmente para a ocasião. O Barbie B, desenvolvido pela Puig Beauty & Fashion Group (tel. 0800-7265616), tem um aroma floral e mistura elementos de sândalo, almíscar, cereja e framboesa. O frasco com 75 ml custa, em média, R$ 49,50, tem jeito de pedra preciosa e vem com um acessório que pode ser usado como pingente.

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Aniversário de Tintim

Tirando as calças um tanto esquisitas, quase nem parece que Tintim, o aventureiro repórter do jornal Petit Vingtième completou 80 anos! Pois é, foi em 10 de janeiro de 1929 que ele embarcou, ao lado de seu fiel companheiro Milú, para a União Soviética em "As Aventuras de Tintim no país dos sovietes", o primeiro livro da série de histórias em quadrinhos. 

E, se o Milú da época continua um tanto parecido com o de hoje em dia, personagem passou por uma mudança e tanto -se bem que o topetinho continua o mesmo!

O jornalista belga foi criado por Hergé (na verdade, Georges Remí) e já vendeu mais de 230 milhões de livros, que foram traduzidos para mais de 80 línguas! Nos livros, ele se mete em bastante confusão, mas, por fim, sempre consegue desvendar os crimes e conspirações mais intrigantes.

As aventuras do explorador são muitas: ele já foi para o Congo, explorou o fundo do mar, escalou o Himalaia e, em 1954, chegou à Lua! Isso mesmo, 15 anos antes de Neil Armstrong pousar por lá.

O personagem está em 24 livros (muitos publicados no Brasil pela Companhia das Letras por, em média, R$ 36 cada um) e há quem diga que, em breve, chegará também às telonas. Confira abaixo os principais companheiros do aniversariante.

 Tintim

 Diz-se por aí que Hergé se inspirou em seu irmão mais novo, Totor, e tem entre 16 e 18 anos. Ah, mais duas curiosidades: ele aparece em todas as capas de seus livros e não se sabe se Tintim é seu nome, sobrenome ou apelido.

Milú

O fox terrier branquinho está sempre ao lado de seu dono e parece estar também sempre um passo à frente na hora de desvendar os mistérios e pressentir o perigo. Mas o corajoso cãozinho tem um ponto fraco: não resiste a um bom lanchinho.

Capitão Haddock

Archibald Haddock conhece Tintim em "O caranguejo das pinças de ouro". Nervosinho e reclamão, gosta de usar expressões divertidas como "Com mil milhões de mil macacos!" e tem sempre um comentário maldoso em resposta ao otimismo de Tintim.

Dupond e Dupont

Os dois desastrados detativos parecem gêmeos, mas não são. Também não são totalmente idênticos: olhando bem, dá para ver que seus bigodes são levemente diferentes. Eles surgem em "Os Charutos do Faraó" e, ainda sem nome, prendem o repórter!

Professor Trifólio Girassol

Um tanto surdo, o cientista é um divertido personagem que vive confundindo tudo que é dito, mas é imabtível na hora de fazer as invenções mais tecnológicas. Ele aparece pela primeira vez em "O Tesouro de Rackham, o Terrível".

Bianca Castafiore

A mundialmente famosa cantora de ópera que sempre dá às caras quando menos se espera -para desespero do capitão Haddock que a detesta porque ela sempre diz seu nome errado!

Rastapopoulos

O arqui-inimigo de Tintim é milionário e chefe de uma grande organização de tráfico de ópio. Mas, em "Perdidos no Mar", aparece com o nome de "Marquês de Gorgonzola".

 

Escrito por Equipe da Folhinha às 00h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Festa na floresta

Para nós, humanos, a "cantada" (ou xaveco) é uma técnica usada para tentar conquistar alguém. E, no reino dos animais, não é muito diferente: alguns bichos "cantam" para atrair o sexo oposto. É o caso das cigarras, dos pássaros e dos grilos. Para eles, cantar é uma maneira de demonstrar suas qualidades e até de marcar seu território, afastando os concorrentes.

Mas você sabia que apenas o grilo macho canta? Uma grila cantando... só no filme. Como em "O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes" (livre), em que uma misteriosa mutação transforma a voz de alguns animais. Por isso, a personagem Pétala (à esq.), uma grila muito charmosa, começa a cantar. Ao ouvir sua cantoria, sedutora como a voz de uma sereia, o Grilo Feliz (à dir.) se apaixona. Ele também é cantor e forma com ela uma bela dupla.

Mas ele não é o único a ser atraído pela voz da grila. Os sapos Netão, Sinistro e Cara Dura, três divertidos cantores, querem Pétala no seu grupo de rap para, assim, alcançar o sucesso e sair da favela onde moram.

O problema é que essa disputa precisará ser abandonada, pois sapos e insetos terão que se unir para resolver um problema ainda maior. E bota maior nisso: o inseto gigante Trambika, uma louva-a-deus que escraviza crianças carentes. Será que essa união vai dar certo?

O primeiro Grilo

Este não é o primeiro filme do personagem Grilo. Em 2001, foi lançado nos cinemas "O Grilo Feliz" (acima), animação brasileira feita em 2D. Além do Grilo, seus amigos Bituquinho, Juliana e Moreninha também participam dos dois filmes.

 

Animação em 3D

O filme "O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes" foi todo feito em computação 3D, mesma técnica usada nos filmes "Toy Story" e "Shrek". Dá tanto trabalho fazer que foi preciso juntar dez animadores e uma equipe de quase 200 pessoas, que levaram quase três anos para terminar o filme.

 

Quem já viu

 

 "Os sapos do filme são os meus personagens favoritos. Gostei muito das gírias usadas pelos 'manos' sapos."
MARCUS VINÍCIUS RIBEIRO, 11

"Já conhecia algumas gírias dos sapos: 'E aí, mano, firmeza?' Na escola a gente usa essas gírias. Também gostei da coisa de eles misturarem desenho [fantasia] e realidade numa coisa só."
VINÍCIUS DE DEMEIS, 11

"Tive mais medo dos sapos do que da gigante Trambika. Não gostei deles, são muito feios."
JÚLIA SOUZA, 6

"Gostei mais da música final ['Festa', de Ivete Sangalo], é muito animada."
VITÓRIA SIMÕES, 10

Trailer

Escrito por Gabriella Mancini às 20h03

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog da Folhinha O blog da Folhinha é um espaço virtual para interação das crianças com o suplemento impresso publicado pela Folha de S.Paulo aos sábados. É produzido pela editora, Patrícia Trudes da Veiga, pela editora-assistente, Gabriela Romeu, além de outros colaboradores.
Mapa do Brincar

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.