Blog da Folhinha

Um espaço de interação com a criança

 

Vizinhos de Harry

Que atire a primeira varinha quem é que nunca ficou imaginando em que Casa o Chapéu Seletor o colocaria se ele um dia fosse estudar em Hogwarts. Mais até do que a posição em que jogaria no Quadribol, essa é uma característica que diria muito sobre a personalidade da pessoa.

Pois um professor da Universidade Ulster Business School levou esse assunto super a sério e resolveu fazer um estudo, separando os leitores da série criada por J.K. Rowling nas diferentes casas. Olha só a divisão que ele fez no estudo “Nunca faça cócegas em um devorador de livros adormecido” (até o nome já é engraçado!):

Grifinória

São aqueles leitores mais empolgados, que devoram os livros assim que eles saem. Mas, assim que acabam, já vão logo procurar outra coisa para fazer.

Sonserina

Esses querem saber mesmo é dos filmes da série e só fingem que leram os livros quando é do interesse deles. No fundo, nunca gostaram lá muito do bruxinho e de seus amigos.

Corvinal

 Sabe aqueles engraçadinhos que fazem vídeos, músicas e imagens zoando com os personagens dos livros? Pois é, são dessa casa os leitores mais irreverentes e subversivos.

Lufa-lufa

Esses sim são os verdadeiros seguidores fiéis de Harry. Provavelmente vão continuar lendo e relendo a saga por anos a fio ainda.

 

E você, em que Casa ficaria?

Escrito por Equipe da Folhinha às 20h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Desenhando para salvar o planeta

 

"Desenho campeão regional da África"Todo mundo está superpreocupado com o aquecimento global, principalmente as crianças. E não é que elas encontraram um meio bem criativo para dar uma forcinha para os adultos enfrentarem esse problemão?

Elas arrecadaram US$ 21 mil (cerca de R$ 42 mil!) para ajudar outras crianças que vivem em zonas bastante afetadas pelo aquecimento global. Como? Desenhando!

Elas participaram do projeto Paint for the Planet (Pinte pelo Planeta) desenvolvido pelo UNEP, o Programa Ambiental das Nações Unidas. Enviaram quase 200 mil desenhos de crianças de lugares como Índia, Rússia, China, Colômbia, Estados Unidos e Inglaterra.

Daí, 26 foram escolhidos e leiloados nesta semana no Club Harvard, em Nova York (EUA). As pinturas que arrecadaram mais dinheiro foram a da inglesa Charlotte Sullivan, 14, e da americana Renee Wang, 13 (veja o desenho dela ao lado). Cada uma foi vendida por U$ 2.200 (cerca de R$ 4.400).

Pintando pelo planeta

A idéia do projeto era justamente fazer uma exposição e um leilão de desenhos feitos por crianças para mostras as idéias, preocupações, e medos delas em relação ao clima. A partir daí, será feita uma campanha para que os países façam um acordo definitivo sobre as questões ambientais em Copenhagen, na Dinamarca, em dezembro deste ano. E essa é uma reunião bem importante, já que o protocolo de Kyoto, que atualmente está em vigor, expira em 2012.

E você? O que pode fazer na sua casa, na sua escola ou no seu bairro para ajudar o planeta? Escreva para a gente com sugestões de idéias criativas, como as das crianças.

"Desenho de Rassoha, da Ucrânia"

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

www.prefeitura

Já que amanhã tem eleição em 30 cidades brasileiras, a Folhinha desta semana criou um tipo de página de Orkut para cada um dos candidatos à Prefeitura de São Paulo.

Daí, pedimos para algumas crianças mandarem recados para eles, falando o que esperam do(a) próximo(a) prefeito(a) da cidade. Agora queremos saber: que mensagens vocês querem mandar para quem ganhar o segundo turno amanhã?

Escrito por Equipe da Folhinha às 18h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mão na massa

A Carolina, a Ligia, a Gabriela e o João deram uma festa há algumas semanas para comemorar o Dia da Criança. Mas a festa deles era diferente. É que as coisas que tinha lá não dava pra encontrar em lugar nenhum: elas foram todas feitas, ou melhor, customizadas, por eles mesmos.

A idéia de fazer isso foi da escritora Katia Canton, baseada no livro "Eu que Fiz" (editora Cosac Naify, R$ 55). Daí com tintas, fitas, botões, adesivos e carimbos, as crianças fizeram toalha de mesa, guardanapos, copos e até o convite da festa. Confira no vídeo abaixo como eles fizeram e o resultado final disso tudo.

Haverá oficinas do livro “Eu que Fiz” hoje, às 11h, na Livraria Cultura (tel. 0/xx/ 11/3170-4033) e, às 16h, na Livraria da Vila do shopping Cidade Jardim (tel. 0/ xx/ 11/3755-5811). Amanhã, às 15h30, será na Saraiva do MorumbiShopping (tel. 0/ xx/11/5181-7574). Grátis.

Escrito por Equipe da Folhinha às 18h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cheetah sem Raven

 

Quem não conhece a versão indiana de Hollywood não sabe o que está perdendo! Normalmente, os filmes de Bollywood são musicais grandiosos cheios de música e dança, e muita, muita cor.

Pois é lá que Chanel, Dorinda e Aqua vão parar no filme "The Cheetah Girls: Um Mundo". No filme, as três amigas estão divididas entre se preparar para a faculdade, participar de acampamentos de dança e fazer testes para entrarem em novos shows. É aí que surge Vikram "Vik" Bhatia, convidando as três para seu filme "Namaste Bombay". Empolgadas, elas viajam para Mumbai e descobrem que só havia um detalhe no convite: há apenas um papel disponível.

Pois é, agora, contrariando os sonhos das Cheetah Girls, elas vão ter que disputar umas com as outras pelo papel. Sem contar as dificuldades para se adaptar à cultura indiana.

O filme estréia no canal pago Disney Channel em 16/11, às 20h. E, a versão sing-along, em 22/11, às 20h.

Peraí, e Galleria? É isso mesmo. A Cheetah interpretada por Raven não está no filme. Na história, ela foi para a faculdade em Cambridge, na Inglaterra. O que você acha disso?

 

Escrito por Equipe da Folhinha às 20h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marcelo Justo/Folha Imagem 

Marcelo Justo/Folha Imagem

Marcelo Justo/Folha Imagem 

Marcelo Justo/Folha Imagem

Marcelo Justo/Folha Imagem

Marcelo Justo/Folha Imagem

Quem conheceu a turma da boneca de pano tagarela no programa da TV Globo não vai estranhar muita coisa na peça "Sítio do Picapau Amarelo: o Musical". É que os figurinos dos personagens são bem parecidos com aqueles criados pela emissora.

Mas quem a conhece dos livros de Monteiro Lobato também não vai ter muito do que reclamar. É que, com músicas animadas, em estilo de rap e de samba, as histórias dos personagens ficam ainda mais empolgantes e divertidas. (É difícil não sair dançando com a nova versão da música tema, que fica grudada na cabeça um tempão).

Flávio de Souza, responsável pelo texto, juntou os livros "Reinações de Narizinho" e "O Picapau Amarelo" para contar a história desde que a boneca toma pílula falante do Doutor Caramujo, até o episódio em que o pessoal dos contos de fada vão parar na sala da casa de Dona Benta.

Eles estão no Teatro Procópio Ferreira (r. Augusta, 2.823; tel. 0/xx/11/3083-4475). Sábados e domingos, às 16h. Até 14/12. Preço: de R$ 30 (meia) a R$ 60.

Escrito por Equipe da Folhinha às 20h29

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Para o Dia da Criança

Confira alguns passeios bacanas para comemorar o Dia da Criança e fazer tudo o que você tem direito.

Palavra Cantada

 

O Palavra Cantada faz show domingo, às 15h, no Credicard Hall (tel. 0/xx/11/2846-6010). De R$ 25 (meia) a R$120.

 

 

 

 

Domingo, às 17h30, o grupo Mawaca faz show no parque Ibirapuera (tel. 0/xx/11/5908-4290), com músicas do livro “De Todos os Cantos do Mundo”, de Heloisa Prieto e Magda Pucci.

"Circo Vox"

 

 

Quem levar um brinquedo em bom estado sábado e domingo ao Circo Vox (tel. 0/xx/11/5181-0662 ) paga R$ 5 no ingresso dos espetáculos do “Meus Pára-Choques” (às 16h), e “Curta a Temporada” (sábado, às 20h30, e domingo, às 19h).

 

Nos dez anos do parque aquático Wer n’ Wild (tel. 0/xx/11//4496-8000), tem show do Natirutis sábado às 13h30 e High School Musical: A Seleção domingo, às 15h.

 

 

Este mês os répteis são as estrelas do Zoológico de São Paulo. Às 10h e às 15h, os monitores apresentam a serpente “Bolinha”, o lagarto “Pirata”, o jabuti “Touché” e a tartaruga “Tigrão” ao público.

 

Domingo será também o primeiro Dia Oficial da Leitura em São Paulo e, para comemorar, a Casa das Rosas (tel. 0/xx/11/3331-5549) realiza o Pra Ler no Parque, com contação de histórias, teatro, oficinas de brinquedos e encontros com autores bacanas. Domingos, até 28/12.

 


O show baseado em "Lazy Town" volta ao Via Funchal (tel. 0/xx/11/3188-4148), interpretado por atores brasileiros. Sábado e domingo, às 14h e às 18h. De R$ 25 (meia) a R$ 150.

 

 

 

Escrito por Equipe da Folhinha às 20h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Moscas espaciais na telona

 

Todo mundo sabe que o primeiro homem a pisar na Lua foi Neil Arms­trong, mas um detalhe só foi revelado com a estréia do filme "Os Mosconautas" (classifica­ção livre): eles não estavam sozinhos, mas sim com Nat, QI e Scooter, três jovens moscas.

A animação em 3D, tem persona­gens, datas e até algumas imagens verdadeiras -como a pegada do ho­mem na Lua.

Os três amigos, que buscam por aventura, embarcam no foguete sem nem imaginar que, na volta, depois da bronca de suas mães, virariam heróis.

O homem na Lua

A nave espacial Apollo 11 partiu do Cabo Canaveral, nos Estados Unidos no dia 16 de julho de 1969, às 10h32.
Os astronautas Neil Armstrong, Michael Collins e Edwin Aldrin viajaram por 102 horas e 45 minutos até pousar na Lua no dia 20 de julho de 1969, às 17h17. Depois de tanto tempo viajando, eles ficaram só 2 horas e 31 minutos na Lua.
A NASA levou para a Lua outras 5 tripulações depois da Apollo 11.

 

Veja a opinião de quem já assistiu ao filme.

"Os efeitos em 3D são perfeitos e, além disso, usam no filme personagens reias com seus nomes reais, como o Neil Armstrong, que é um dos astronautas que vai à Lua junto com as moscas. O filme também é muito otimista, te mostra que, com confiança, você pode conquistar muitas coisas".
ENRICO CIPELLI, 11, do Colégio Arbos

"Gostei porque eles criaram um mundo como o nosso, mas só com moscas. As mães são preocupadas como as nossas, as larvas são os bebês que vão virar mosca. Eles contam uma história importante para todo o mundo, mas que, na escola, pode ficar chata. No filme e a gente aprende e se diverte".
PEDRO HENRIQUE MORELATO BENITH, 12, do Colégio Arbos.

 

Escrito por Carolina Salvatore às 20h27

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Galeria "Castelo Rá Tim Bum"

Rafael Hupsel/Folha Imagem 

Rafael Hupsel/Folha Imagem

Rafael Hupsel/Folha Imagem

Rafael Hupsel/Folha Imagem

Em “Castelo Rá-Tim-Bum: Onde Está o Nino?”, o garoto de três séculos de idade não está lá muito contente com essa história de ser só um aprendiz de feiticeiro. Para virar um feiticeiro de verdade, faz uma mágica que causa uma baita confusão que ele só vai conseguir resolver com seus amigos do Castelo.

Num cenário e com figurinos bem parecidos com os do programa que fez sucesso na TV Cultura e na TV Rá Tim Bum, os atores cantam e dançam as mesmas músicas que fizeram sucesso na série. Só fica um pouco estranho, por exemplo, o ratinho em tamanho gigante que mal consegue se mexer cantando a música do banho.

A peça é diversão garantida para os fãs do Castelo e está no Teatro Abril (av. Brigadeiro Luís Antônio, 411; tel. 0/xx/11/2846-6000). Quartas ou quintas às 15h, sábados e domingos às 11h e às 14h. Até 14/12. Preço: de R$ 20 (meia) a R$ 110.

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Galeria "Vovó Delícia"

Marcelo Justo/Folha Imagem 

Marcelo Justo/Folha Imagem

Marcelo Justo/Folha Imagem

A peça "Vovó Delícia" é uma adaptação de um livro do Ziraldo que tem o mesmo título (ed. Melhoramentos, R$ 25,40). A história começa quando a neta descobre que sua avó está internada. Daí, ela começa a contar alguns momentos que viveu com um avó bem diferente das convencionais: motoqueira e moderna, ela não quer nem saber das velhas agulhas de tricô. No meio das lembranças, há músicas que falam do amor e da amizade das duas.

A peça está em cartaz no Teatro Copa Airlines (Shopping Eldorado; av. Rebouças, 3.970; tel. 0/xx/11/3034-0075). Sábados e domingos às 14h. Até 14/12. Preço: de R$ 15 (meia) a R$ 30.

Escrito por Equipe da Folhinha às 19h39

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Resultado do Concurso!!

A espera acabou! É na Folhinha deste sábado que todo mundo vai ficar sabendo quem são as 12 crianças que ganharam o concurso "Daqui a Mil Anos".

Eles são:

Ana Beatriz Simon Nogueira, 11
Ana Luísa de Oliveira Rocha, 9
Bettina Gomes Garcia Thomaz, 10
Daniele Fernandes Avelino, 10
Iara Oliveira Martins, 12
João Pedro Vendramini, 9
Letícia Ferrarezi Chiari, 11
Maria Eduarda Brum Maluf Martins, 8
Mariana Lima Alves, 11
Nathalia Pereira Lima dos Santos, 9
Pedro do Amaral Fernandez Ruiz, 11
Sofia Schemes Prodanov, 10

No total, recebemos 4.073 redações de gente do Brasil inteiro que embarcou de cabeça na nossa brincadeira de imaginar como será a vida das pessoas em 3008. E, para que tudo acontecesse, quatorze pessoas trabalharam na seleção das cartas, na leitura dos trabalhos, na seleção dos ganhadores, nas ilustrações e na diagramação desta edição.

E como gente grande também pode viajar no tempo, leia nos posts abaixo textos de Heloisa Prieto e de Alê Abreu sobre a ficção científica nos livros e no cinema.

Ah! Como não foi nada fácil escolher esses vencedores entre os 4.073 trabalhos que a gente recebeu, colocamos no post abaixo trechos das redações dos cinco primeiros colocados de cada categoria, que também merecem os parabéns por terem chegado tão pertinho.

Escrito por Equipe da Folhinha às 00h29

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Top 5

Confira trechos das redações dos cinco primeiros colocados por categoria

PLANETA

1º. BETTINA THOMAZ, 10, Santo André (SP)

"- Para onde estamos indo, senhora?

- Nós estamos indo para Inverão.

- O que é Inverão?

- Você não sabe?

- Digamos que eu sou nova aqui!

- O Inverão é um planeta onde uma parte do ano é inverno e, na outra, é verão!"

 

2º. FERNANDO AUGUSTO CAVALLO FILHO, 10, Santo André (SP)

"- Em que ano eu estou e que lugar é este? Eu saí para ver os passarinhos e quando virei encontrei prédios e casas flutuando. São casas lindas e todas cromadas.

Quando os outros padres viram na lista de padres, estava lá o nome dele: padre Matheus, desaparecido há mil anos."

 

3º. IGOR DE OLIVEIRA, 9, Cuiabá (MT)

"Daqui a mil anos, os planetas estarão mudando de cor. Eles vão ser diferentes, com forma de quadrados, menos a Terra, que terá formato triangular."

 

4º. EDUARDO FABIAN, 10, Torrinha (SP)

"As casas eram metálicas com telhado de cimento. Os carros voavam e o combustível era o lixo. Escola não tinha, porque as crianças nasciam sabendo"."

 

5º. PIETRA DE CARVALHO, 10, São Paulo (SP)

"Eram os extraterrestres invadindo a Terra!!! Consegui abrir a janela e dei de cara com um disco voador. Todas as pessoas em pânico, correndo de um lado para o outro."

 

IDIOMA

1º. IARA MARTINS, 12, Mogi Guaçu (SP)

"Essa língua é mais fácil do que a kokaguia kon, vinda do planeta Kunério, que necessita de uma atenção maior para entendê-la. O seu próprio nome já diz: 'kokaguia' significa 'atenção', e 'kon' quer dizer 'maior'."

 

2º. ANA CAROLINA SALLUM, 7, São Paulo (SP)

"Então eu acho que daqui a mil anos vai ser uma mistura de línguas, vão falar o manglês ou itarim ou indarim".

 

3º. CAMILA POLIDO, 11, Franco da Rocha (SP)

"Além de cada país falar o seu idioma, cada país falará a língua de dois bichos. Por exemplo, na China vão falar chinês, mas também vão falar peixelês e passaradês".

 

4º. TOMÁS DE OLIVEIRA, 9, João Pessoa (PB)

"Se você acha difícil falar outras línguas, no ano 3008 todo mundo fala uma só língua. Assim não tem dificuldade, não é? Então voe para lá".

 

5º. LAIS PASSEMIRO, 11, (MG)

" 'Pick lim'" significa 'bom dia' eram as primeiras palavras dos bebês. 'Folo nok sit lany mito sic sh metes' significa 'Até que enfim falamos muito bem a linguagem".

 

NOTICIÁRIO

1º. ANA BEATRIZ NOGUEIRA, 11, Cornélio Procópio (PR)

"Zaara: Mas até agora, a teoria mais provável é que não há monstro, que esse lago só é sujo e fedido e que humanos de mil anos atrás o poluíram. Quem sabe não tivessem os métodos como a coleta seletiva e outros."

 

2º. CAMILA RODRIGUES, 8, São Paulo (SP)

"Hoje, dia 15 de agosto de 3008 , foi realizada a abertura das Olimpíadas da Costa Rica na província de San José, com a população de 2.746.000 com uma área de 4.966 km2."

 

3º. BRUNA THOMAS, 10, (SP)

"As notícias serão escritas com pedras da Lua, falam de pirulitos coloridos e chocolates marcianos. Veja algumas:

Marcianos assinam contrato: Plutão agora é a mais nova cidade de animais. VIVA!!!

O Sol agora é rosa e mudou de nome, agora é Rosol".

 

4º. MATHEUS CABEZAS, 12, São Paulo (SP)

"Protesto na avenida Paulista. Os brasileiros ficam irritados com a falta de responsabilidade dos prefeitos e fazem uma música que ficou na boca do povo como chiclete:

UPITO UUPITO, OS POLÍTICOS SÃO CORRUPTOS - UPITO UUPITO, OS POLÍTICOS SÃO CORRUPTOS!!!"

 

5º. DAVI SANTANA, 11, São Paulo (SP)

"Saiu a primeira linha Marte-Netuno, que tem Júpiter como parada. A viagem demora cinco anos".

 

ESPORTES

1º. ANA LUÍSA ROCHA, 9, Belo Horizonte (MG)

"Corrida-espace-triple: Corrida em que se dá uma volta nos sete sistemas solares descobertos em 3008. A cada três voltas, os competidores trocam de transporte: de carro espacial para ônibus espacial, de ônibus espacial para foguete e de foguete para skate turbo espacial".

 

2º. LAVÍNIA SILVA, 10, Nova Lima (MG)

"O autêntico concurso de patinação nos anéis de Saturno. Esse esporte é maravilhoso, qualquer pessoa pode participar, pobre ou rico, independentemente de raça ou cor".

 

3º. DANIEL SOLNIK, 11, São Paulo (SP)

"O objetivo do jogo é marcar mais gols que o outro time em um aro no meio do campo defendido por dois goleiros robô-bola que não são do seu time"

 

4º. WILLIAM MIRANDA, 11, Betim (MG)

"Mudando de assunto, o ping-pong também mudou. Olha o nome: 'lixo-pong'. Os participantes tinham que arremessar sacos de lixos e os que estourassem eram eliminados, pois sujeira não valia!".

 

5º. MARCELA PEREIRA, 12

"Mas tem uma regra: depois do lançamento de chiclete todos os jogadores terão que escovar os dentes para ficarem melhores do que nunca".

Escrito por Equipe da Folhinha às 00h26

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Top 5

Confira trechos das redações dos cinco primeiros colocados por categoria

TURISMO

1º. LETÍCIA CHIARI, 12, Orlândia (SP)

"Foi descoberto por uma astrônoma chamada Ana Desmom. Ela achava que todas as crianças mereciam ter um planeta só para brincar e se divertir, pois, se os adultos tinham o seu próprio planeta para trabalhar, por que crianças não podiam ter um planeta apenas para brincar?"

 

2º. THIAGO VALLE, 10, (MG)

"Em 3008 haverá muitos lugares para viajar fora a Terra. Esses lugares serão outros planetas. Nesse tempo, nós humanos teremos descoberto novos planetas, como Marizo, um planeta coberto de água onde vivem vários tipos de peixe"

 

3º. ANA CAROLINA SALLUM, 7, (SP)

"Eu vou querer conhecer a Lua com o meu pai porque minha mãe falou que a gente vive com a cabeça na Lua"

 

 4º. MARIA CLARA AMORIM, 10, MG

"Após descobrir vida em Urano, Marte, Júpiter e Netuno, o lugar para onde as pessoas estão mais comprando mais passagens nas agências astronalísticas é para Marte. A viagem é tranqüila, feita em um foguete que chega em minutos. Quando chegam em Marte, têm uma recepção calorosa dos ETs, que, mesmo sendo verdes e gosmentos, são legais e divertidos. Eles nos levam a conhecer o melhor restaurante da região, o "Restaurante Aliens", onde o prato principal é bolinho de raio de sol, que são uma delícia."

 

5º. LETÍCIA DE OLIVEIRA ILHA, 10, SP

"Estamos em 3008! Vamos dar uma volta ao passado deste planeta de olhos azuis. Primeiro, vamos ao continente africano, conhecer animais selvagens em plena liberdade. Próximo pulo: Austrália. Colocamos nosso pula-pula a jato para a nossa corrida ultra-sônica."

CASA

1º. MARIA EDUARDA MARTINS, 8, Belo Horizonte (MG)

"Você não vai acreditar: a casa caberá numa maleta e você poderá abri-la onde quiser. É só colocá-la no chão, apertar um botão e plim: vai se abrindo a casa dos sonhos, toda de vidro, com um enorme jardim, os cômodos já com móveis."

 

2º. AMANDA DE ALMEIDA, 8, Osasco (SP)

"As casas dos ricos serão mais bonitas, modernas e caras, mas a única coisa que não mudará será o jeito das casas dos pobres, eu acho que sempre serão iguais".

 

3º. MARCELA CUNHA, 10, (MG)

"Tem tudo dentro dela, só que custa o olho da cara, que pena! Quem dera eu estivesse aqui em 3008. Mesmo se eu estivesse aqui, eu não teria todo esse dinheiro".

 

4º. VINÍCIUS GEOVANE MORAIS, 7

"Dormi e acordei em 3008, fui parar em uma casa muito louca. A dona da propriedade conseguia tudo o que queria com aquela casa. Ela dizia: ‘Casa, quero jantar’. E, na mesma hora, aparecia uma mesa de jantar, cheia de comida. Perguntei para ela: ‘Como esta casa faz tudo isso?’ E ela respondeu: ‘Tecnologia, uai!’

 

5º. IARA DOS SANTOS SILVA, 8, MG

"Hoje, nós estamos no ano de 2008, e as casas são todas chiques. Mas em 3008 não tinha mais mansão, casa, hotel. Só tinha casa assim: casa de doce, casa de chocolate, casa da Barbie, casa do maluco, casa do cérebro."

 

BRINCADEIRA

1º. NATHALIA SANTOS, 9, São Paulo (SP)

"As crianças vão voar para pegar as outras com o sapato a jato. Esse sapato deixa as pernas longas para correr mais rápido e, com um impulso, faz a criança voar."

 

2º. SOFIA MARTINHÃO, 10, Marilia (SP)

"A amarelinha se tornou uma tela de coputador portátil, que pode ser carregada. Ah, a amerelinha trocou de nome passando a se chamar amarelacomputador".

 

3º. VICTOR SHITSUKAMOTO, 9, Londrina (PR)

"Estamos em 3008, no campo de Golfrogobol. Um jogo formado por golf robótico e futebol. Os jogadores jogam com um taco de golf-robótico."

 

4º. LEON GOMES, 10, Guarapuava (PR)

"Após um breve descanso em uma estação lunar, nos transportaremos para o maior parque temático do século XX, a Disney World, onde passaremos o resto da tarde"

 

5º. MELISSA D'ARIENZO, 8, Atibaia (SP)

"Meu quarto tinha um botão que fazia a gente flutuar! Minha mãe disse que era o tal 'botão antigravidade'. Não sei muito bem desses assuntos, mas foi muito legal".

 

BICHO

1º. MARIANA LIMA ALVES, 11, São Paulo (SP)

"Com o aquecimento global, as árvores diminuirão muito de tamanho e as girafas não vão mais precisar de pescoços tão compridos para alcançar as folhas no alto. Sei que é triste, mas de acordo com o jornal super-hipermegablasterespacial de 3008, as girafas estão mais felizes conosco do que na selva. E elas aprenderam a comer rações flutuantes".

 

2º. PEDRO HIKIJI NEVES, 8, (SP)

"A rinoceronta achou o triceratops muito simpático e bonitinho e, desse romance chifrudo, surgiram os Duicerinos, pequenos rinocerontes com dois chifres".

 

3º. RICARDO DE ANDRADE, 11, Lins (SP)

"O meu animal é um cachorro robô. Tudo que eu mando fazer, ele faz. O nome dele é Charles e eu gosto muito dele. Meu cão late, pula, finge de morto e até flutua. Quando eu o levei para passear, encontrei muitos outros animais de estimação".

 

4º. DANIEL DA SILVA SARLO VIELA, 10, Santos (SP)

"Foram quase mil anos de pesquisa em fósseis, para acharmos todos os DNAs e alcançarmos essa vitória! Quando o homem recriou as espécies, ele notou que não podia mais ameaçar as espécies porque eram todas muito bonitas e maravilhosas e que elas faziam muita falta para o planeta".

 

5º. LUÍSA VALLE VAZ E ALVES, 8, São Paulo (SP)

"Papagaio-falante: O papagaio-falante é verde e amarelo e ele fala em português, inglês e australiano".

 

MODA

1º. SOFIA SCHEMES PRODANOV, 10, Novo Hamburgo (RS)

"Com as calças, acontecerá a mesma coisa: quando a gente soltar aquele pum sem querer, o perfume vai transformar o cheiro ruim em cheiro bom".

 

2º. ARTHUR MARCON, 8, Santos (SP)

"Os sapatos terão canos de onde sai fogo. Você fala: "Para a escola" e puff! você já está lá. Os óculos terão visão de longe e visão de raio-X".

 

3º. JHENEFFER SANSEL, 9, Campo Verde (MT)

"Em 3008, as roupas serão como cápsulas, a pessoa pega uma cápsula e pede uma roupa (as cápsulas serão compradas no espaço), então, a pessoa escolhe a cápsula de roupa que quer, engole e a roupa está pronta".

 

4º. CARLOS DE BASTOS NETO, 6, (SP)

"Em 3008, as pessoas usarão roupas que são vivas por dentro, mas não farão nada com a gente. Elas vivem como uma pessoa; comem, tomam banho, dormem e se movimentam de acordo com o que o dono pedir".

 

5º. PIETRA SARDENBERG PAYÃO, 11, Ourinhos (SP)

"As pessoas irão ter tatuagens em forma de roupas e conforme passa o dia, quando vão dormir, imaginarão a roupa que querem vestir no dia seguinte e acordarão com ela".

 

5º. FLÁVIA CERQUEIRA, 9, São Paulo (SP)

"Todas as roupas são prata, feitas de um material reciclável, de uma mistura de plástico com papel de seda reciclável".

 

BRINQUEDO

 

1º. JOÃO PEDRO VENDRAMINI, 9, Mogi das Cruzes (SP)

"O brinquedo do futuro vai ser um dinossauro da espécie Pteranodon. Toda criança do futuro vai querer um. Ele vai ter turbo para voar mais rápido e nitro para correr mais rápido".

 

2º. ANDRÉ LUIZ PIRES TEIXEIRA, 11, São João da Boa Vista (SP)

"Era um cachorro mecânico HG3000. Era o melhor presente que uma criança em Marte inteiro poderia ganhar! Então eu e meu amigão, o cachorro mecânico HG3000, saímos correndo para brincar no campo que havia em frente à casa da minha avó".

 

3º. JULIANA TAVARES ZANUZZO, 11, São José do Rio Preto (SP)

"Os meninos, pra mim, vão brincar de guerra nas estrelas, com arminhas de brinquedo que disparam laser. As meninas vão adorar os novos diários, onde se falam os segredos e só o próprio dono pode ver o que está escrito".

 

4º. LUCIANO ANTUNES, 9

"Procurando brinquedos para seus filhos? Então venha para a Virtual Kids. Temos carros flutuantes, robôs comandados por voz, games que projetam a imagem do seu filho para dentro do jogo e o amigo virtual. Através de um holograma é criada uma imagem de outra criança capaz de interagir com seu filho".

 

5º. LUIZ CARLOS MAGARIAN FILHO, 12, São Paulo (SP)

"O mais caro é o Gosma Play, uma pequena bola esverdeada, feita de meleca de Marte. Quando jogada no chão com uma certa força, pode se transformar em qualquer coisa".

 

ESCOLA

1º. DANIELE AVELINO, 10, (MG)

"Hoje em dia, a escola é totalmente diferente. Sentamos em uma poltrona magnética, onde podemos relaxar olhando um telão de cinema. Os conteúdos são transmitidos por meio de ondas colocadas em um capacete. Assim, a gente se sente dentro da matéria".

 

2º. FELIPE SILVA, 10, (SP)

"As aulas vão acontecer uma vez por mês, pois desenvolveram uma espécie de laser que quando miram nos olhos da pessoa ela instantaneamente aprende 10% do banco de dados do colégio, que contém tudo o que foi armazenado lá. O incrível é que esse computador pesa três gramas e mede um milímetro".

 

3º. ANA CLARA MORENO, 10, (MG)

"Estudamos dentro da água porque o planeta esquentou muito. Isso aconteceu porque as pessoas durante muito tempo não cuidaram dele nem deram bola para esse tal de aquecimento global".

 

4º. JULIA DE ALMEIDA, 10, (SP)

"Tínhamos somente uma professora, mas ela só nos contava como era a Terra no passado. Nas outras matérias era só pôr um capacete que, em cinco segundos, você já estava com todo o conteúdo no cérebro!".

 

5º. LUIZA MACHADO TANGIRINO, 10, São Paulo (SP)

"Temos que ir até Roma na aula de matemática para aprender Algarismos Romanos e também iremos até a Inglaterra para nossa aula de inglês"

 

TRANSPORTE

1º. Pedro Ruiz, 11, Jaú (SP)

"As estrelas são veículos muito rápidos, vão de um lugar para o outro em um piscar de olhos. Qualquer pessoa com dez anos pode tirar sua carteira de 'estrelidade' e ir a qualquer galáxia que quiser".

 

2º. AMANDA ARRUDA, 12, São Paulo (SP)

"O transporte de 3008 será somente de bicicletas, pois com o aquecimento global crescendo a cada dia e com a poluição, os carros serão proibidos de circular".

 

3º. LUÍSA BOSSLE, 9, (MG)

"É mais ou menos assim: as pessoas vão para toda a parte voando. Para ir à escola, as crianças vão voando com os pais ou esperarão a 'mulher escolar'".

 

4º. MARCELA ROSSI OLIVEIRA, 10, São Paulo (SP)

"Todos que querem ir de um lugar a outro de maneira rápida, sem trânsito, chuva, ou qualquer outro incômodo poderão adquirir o dispositivo "A Porta". Ele será pequeno quando não estiver em uso, mais ou menos do tamanho da palma da sua mão, mas assim que você fixá-lo em uma parede e acessar os comandos certos, ele crescerá no formato de uma porta que o levará ao destino programado em segundos".

 

4º. ANA CAROLINA SALLUM, 7, (SP)

"Acho que as rodas vão ser de chocolate e bombom, pois se a gente ficar muito tempo no trânsito desce e come. As ruas serão limpas".

 

5º. RAQUEL GONZÁLES STERMAN, 9, São Paulo (SP)

"Eles são uma espécie de nuvem que pode ir embaixo d'água, pode ir no ar (para voar é utilizada uma asa), pode ir ao espaço e também tem laser para destruir as rochas. Também tem turbina para ir mais rápido".

Escrito por Equipe da Folhinha às 00h26

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O Futuro nas Telonas

Cena de '2001: Uma Odisséia no Espaço', de 1968 

Acho que foi "Guerra nas Estrelas" o primeiro filme de ficção científica que assisti no cinema. Estou falando daquele episódio de "Star Wars" em que Luke Skywalker descobre que Darth Vader é seu pai e explode a estrela da morte. Acho que eu tinha uns sete anos. 

Cena de 'Star Wars', de 1977Naquela época, ainda não usavam computadores, e os efeitos especiais eram produzidos com maquetes. "Guerra nas Estrelas" virou um clássico do cinema, mas outros filmes de ficção científica estão nessa lista: "Metrópolis", "2001: Uma Odisséia no Espaço", "Blade Runner", "THX-1138", "Alien", "Contatos Imediatos", "Matrix" e até um chamado "Brazil - O Filme".

Cena de 'Matrix', de 1999Com a computação gráfica, a partir dos anos 80, ficou mais fácil criar na grande tela as viagens espaciais, invasões alienígenas e tudo o que tiver num bom roteiro ou livro de ficção científica.
 
É claro que o melhor de um filme desses não são os efeitos especiais, mas a possibilidade de imaginar nossa vida ou o mundo de um outro jeito. Afinal, não há nada que seja realizado que não tenha sido antes pensado ou sonhado pelo homem.
 

Cena de 'Contatos Imediatos de Terceiro Grau', de 1977

Escrito por Alê Abreu, cineasta às 14h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A ciência e a ficção

 

No início do século 19, um cientista italiano chamado Luigi Galvani reparou que os músculos das pernas de uma rã que ele tinha dissecado contraíam-se quando as faíscas de uma máquina elétrica incidiam sobre eles.
 
Em 1816, o poeta inglês Lord Byron, o escritor Percy Shelley e sua jovem mulher, Mary Shelley, reuniram-se para conversar sobre as descobertas científicas de Galvani. O grupo chegou à conclusão de que o assunto daria um ótimo tema para um romance. Combinaram que todos escreveriam a esse respeito.
 
Mas ninguém cumpriu o combinado, com exceção da jovem Mary Shelley. Durante uma noite de insônia, a garota imaginou a criação da vida, a de um ser imenso, semelhante a um homem. Ela o chamou de "monstro de Frankenstein". O herói do livro era o jovem cientista Victor Frankenstein, que dá vida a um corpo inerte. O livro foi considerado como um dos primeiros trabalhos de ficção científica. A palavra monstro ficou tão popular que até hoje a usamos para definir a categoria dos "filmes de monstros".
 
Tendo uma descoberta científica como tema, o livro de Mary Shelley fala da responsabilidade do cientista diante do uso de suas descobertas. Os problemas de Frankenstein e suas dúvidas são os mesmos que se discutem agora, com a possibilidade da clonagem ―a escritora parece ter previsto o futuro.
 
A ficção científica, que às vezes é mal compreendida porque suas histórias são diferentes das da realidade "normal", trata de temas fundamentais. Não foi por acaso que autores como Julio Verne acabaram antecipando invenções ou tendo enorme influência na era da informática. A obra do escritor Isaac Asimov, por exemplo, inspirou as leis da robótica. 
 
 
 
Julio Verne ­ (1828-1905)
 
Um dos primeiros autores de ficção científica, o francês Julio Verne criou aventuras nas quais surgiam submarinos, máquinas voadoras e viagens à Lua. Grande amigo de Feliz Nadar, cientista interessado em balonismo, Julio Verne entrou para o círculo de pesquisadores com os quais gostava de conversar. Essas discussões científicas inspiraram temas para seus livros.
 
 
 
 
 
Isaac Asimov (1920-1992)
 
O autor de origem russa é considerado um dos grandes mestres da ficção científica. Escritor e bioquímico, publicou várias obras de divulgação da ciência. Seus romances de ficção científica tiveram tanta influência que, em 1981, um asteróide recebeu seu nome em sua homenagem, o 5020-ASIMO, e a montadora Honda chamou seu robô humanóide de "Asimo".
 
 
 
 
 
 
 
 
H.G.Wells (1866-1946)
 
Visionário, o escritor britânico escreveu livros que chamava de "romances científicos", abordando temas que se tornaram muito populares, como a viagem no tempo. No início do século 20, falou de questões ainda atuais, como a ameaça de guerra nuclear e ética na manipulação de animais.
 
 
 
 
 
 
Philip Dick (1928-1982)
O norte-americano Philip Dick foi um dos autores de ficção científica cuja obra foi mais adaptada para o cinema. Filmes como "Blade Runner", "O Vingador do Futuro" e "Minority Report" foram inspirados em seus textos. Sua especialidade era criar histórias nas quais pessoas comuns eram lançadas numa realidade alternativa e extraordinária. 
 
 
 
 
 
 
Arthur C. Clarke (1917-2008)
Desde pequeno, o escritor e inventor britânico mostrou-se apaixonado por astronomia. Adulto, foi especialista em radares, estudioso de física e de matemática. Sua obra teve enorme impacto e gerou o filme "2001: Uma Odisséia no Espaço", do diretor Stanley Kubrick, considerado um dos melhores do gênero. Em sua homenagem, um asteróide recebeu seu nome, assim como uma espécie de dinossauro descoberta na Austrália, batizada de Serendipaceratops arthurclarkei.
 
 
 
Fontes: Stephen King ("Dance Macabre - The Anatomy of Horror", ed. Macdonald); Isaac Asimov ("No Mundo da Ficção Científica", ed. Francisco Alves); Robert Silverberg ("Terrestres e Estranhos", ed. Galeria Panorama) e Wikipédia.

Escrito por Heloisa Prieto, escritora às 14h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mauricio de Sousa autografa Mônica Jovem

 

Cascão que toma banho às vezes, Cebolinha que fala certo e Mônica magrinha são coisas que a gente nunca achou mesmo que um dia fosse ver. Até que surgiu a revista "Turma da Mônica Jovem", em que a "turminha" aparece com cara de mangá aos 15 anos de idade. E quem quiser saber que outras novidades vão surgir nessa nova fase pode perguntar direto para o criador da trupe, Mauricio de Souza, que vai autografar amanhã a segunda edição da revista na livraria Saraiva do Santana Parque Shopping.

ONDE: Santana Parque Shopping (Rua Conselheiro Moreira de Barros, 2.780 – Santana)

LOCAL: Livraria Saraiva – 3º Piso

QUANDO: Amanhã, às 19h30 - É preciso retirar senha uma hora antes.

INFORMAÇÕES: 0/xx/11/2238-3002

SITE: www.santanaparqueshopping.com.br

Escrito por Equipe da Folhinha às 17h26

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog da Folhinha O blog da Folhinha é um espaço virtual para interação das crianças com o suplemento impresso publicado pela Folha de S.Paulo aos sábados. É produzido pela editora, Patrícia Trudes da Veiga, pela editora-assistente, Gabriela Romeu, além de outros colaboradores.
Mapa do Brincar

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.